Home / Sem categoria / Lugar de Mulher é onde ela quiser, inclusive na computação

Lugar de Mulher é onde ela quiser, inclusive na computação

Google não existiria sem o trabalho da criadora do conceito dos sites de busca

Uma daquelas mulheres que você provavelmente nem sabia que existiram, mas cuja influência permeia o seu dia a dia até hoje, Jones realizou um trabalho focado em processamento de linguagem. Ela foi uma das criadoras do conceito de ‘inverso da frequência em documentos’, a base do que hoje são os sistemas de busca e localização de conteúdo e pedra fundamental de companhias como o Google, por exemplo.

Trata-se de um sistema de recuperação de informações que minera de forma extremamente veloz os dados em um conjunto de documentos. A busca é feita pelos termos que mais aparecem nos textos, que quando cruzados com um sistema de filtragem, mostram a relevância de diferentes temas. É o que define, de forma básica, se uma página, por exemplo, está falando sobre a influência das mulheres no mundo da tecnologia ou se apenas cita as palavras ‘mulheres’ e ‘tecnologia’, mas em um contexto completamente diferente.

Os estudos de Karen Sparck Jones foram desenvolvidos no laboratório de computação da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, onde ela trabalhou por quase 30 anos, entre 1974 e 2002. Ela se aposentou naquele ano, mas continuou se dedicando a causas de inclusão das mulheres no mundo da tecnologia até seu falecimento, em 2007.

Pouco antes de morrer, ela disse em uma entrevista à Sociedade Britânica de Computação que “qualquer coisa que aplica indexação ponderada usando qualquer informação estatística estará usando uma função de ponderação que eu publiquei em 1972.” Em 2008, a mesma sociedade criou o prêmio Karen Sparck Jones, que reconhece pesquisadores na área de recuperação de informação

Até hoje, estudiosos ainda aplicam as fórmulas criadas por ela. Algumas das ideias e teorias que ela desenvolveu têm começado a ser colocadas em prática em pesquisas sobre inteligência artificial.

Sempre engajada nas causas feministas e defensora de maior inclusão das mulheres na computação, Sparck Jones cunhou uma frase que ficou conhecida: “a computação é muito importante para ser deixada aos homens”.

E, muito antes do impacto do trabalho de engenheiros e da moralidade do Vale do Silício começarem a ser questionados, ela alertou: “existe uma interação entre o contexto e a tarefa de programar. Você não precisa ter uma discussão filosófica cada vez que coloca os dedos em um teclado, mas como a computação está se espalhando cada vez mais longe na vida das pessoas, é preciso pensar sobre isso.”

Fontes: Revista Galileu e Canaltech

Check Also

Qual a importância da TPI para um site?

Tecnologia faz diferença no posicionamento dos sites e auxilia na visibilidade online. Confira nossa matéria e saiba mais!